Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Produção
Início do conteúdo da página

Produção

Publicado: Quinta, 13 de Dezembro de 2018, 09h22 | Última atualização em Terça, 12 de Junho de 2018, 14h00

Produção é a atividade de transformação (processo) de matéria-prima em bens de consumo (produtos). Na produção florestal, a matéria-prima pode ser provenientes de florestas plantadas ou de florestas naturais. A transformação da matéria-prima florestal resulta em produtos madeireiros e não madeireiros.

Produtos Madeireiros

Produto Madeireiro é todo o material lenhoso passível de aproveitamento para: serraria, estacas, lenha, poste, moirão, etc.

As informações mostradas nas tabelas abaixo referem-se aos dados obtidos através da Pesquisa Industrial Anual-Produto (PIA-Produto) do IBGE. O PIA-Produto disponibiliza, anualmente, informações referentes a produtos e serviços industriais produzidos pela indústria brasileira.

Produtos Não Madeireiros

Produtos Não Madeireiros são produtos florestais não-lenhosos de origem vegetal, tais como resina, cipó, óleo, sementes, plantas ornamentais, plantas medicinais, etc..., bem como serviços sociais e ambientais, como reservas extrativistas, seqüestro de carbono, conservação genética e outros benefícios oriundos da manutenção da floresta. Consulte os dados abaixo para visualizar as informações de interesse. Use os filtros à direita para definir os dados a serem exibidos.

Evolução do Valor de Produção

No painel abaixo é possível verificar a evolução do valor de produção de produtos madeireiros e não madeireiros extraídos de Florestas Naturais e de Florestas Plantadas. A região norte do Brasil tem um importante papel no mercado de produtos florestais, sendo o maior fornecedor de produtos madeireiros e não madeireiros para as demais regiões do Brasil e exterior. Sob este aspecto o Serviço Florestal Brasileiro em parceria com Imazon realizou em 2009 um estudo sobre os Pólos Madeireiros da Amazônia. Veja abaixo alguns dados desse estudo. 

Contextualização dos Pólos Madeireiros da Amazônia

Em 2004, na Amazônia Legal existiam 3.132 empresas madeireiras em funcionamento. Sendo, 60% serrarias, 32% microsserarias, 6% laminadoras e 2% fábricas de compensado. Essas empresas consumiram 24,5 milhões de metros cúbicos de toras, que resultaram 10,4 milhões de metros cúbicos de madeira processada (madeira serrada, laminados, compensados e produtos beneficiados).

Tipos de Empresas Processadoras de Madeira

Microsserrarias (ou pequena serraria): o desdobro da madeira em tora é feito de maneira simples, através de serras circulares, que funcionam com o uso de motores a diesel, serras induspan ou serras-de-fita horizontais (também conhecidas como engenhos). Em geral, esses equipamentos são bastante rudimentares e possuem baixo rendimento de processamento. As microsserrarias são também caracterizadas por empregarem menos de 10 pessoas cada.

Resultados do Estudo Realizado em 2009

Veja a seguir a tabela com o resultado sobre a amostragem das empresas madeireiras por estado e por tipo de empresa madeireira.

Fim do conteúdo da página