SNIF - Florestas no Brasil - Metadados

http://snif.florestal.gov.br/pt-br/os-biomas-e-suas-florestas/610-metadados


Última atualização em Segunda, 02 de Março de 2020, 11h59


Florestas no Brasil - Metadados

Identificação da informação

 
Fonte da informação: Serviço Florestal Brasileiro (SFB)
Título da publicação: Mapa das florestas do Brasil
Link: - 
Data de referência dos dados (ano base): 1990 - 2020 (estimativas)
Data de publicação dos dados pela fonte: 2019
Data de coleta dos dados na fonte: -
Observações: Mapa de floresta desenvolvido pelo SFB 
Fontes relacionadas: Mapa de Vegetação do IBGE (2018), PRODES (INPE) (http://www.obt.inpe.br/OBT/assuntos/programas/amazonia/prodes), PMDBBS (IBAMA-MMA) (http://siscom.ibama.gov.br/monitora_biomas), TerraClass/INPE-Embrapa (http://www.inpe.br/cra/projetos_pesquisas/dados_terraclass.php)

Análise da informação

        As estimativas de floresta do Serviço Florestal Brasileiro

       O Serviço Florestal Brasileiro considera floresta algumas fitofisionomias da vegetação, segundo o Manual Técnico da Vegetação Brasileira – IBGE, que correspondem aos critérios estabelecidos pela definição de floresta da FAO, “área medindo mais de 0,5 ha com árvores maiores que 5 m de altura e cobertura de copa superior a 10%, ou árvores capazes de alcançar estes parâmetros in situ. Isso não inclui terra que está predominantemente sob uso agrícola ou urbano”.

       O mapa base utilizado para as estimativas de áreas das fitofisionomias de interesse é o Mapa de Vegetação 1:250.000 do IBGE (https://www.ibge.gov.br/geociencias/informacoes-ambientais/vegetacao/22453-cartas-1-250-000.html?=&t=acesso-ao-produto) a partir do qual são selecionadas apenas as fitofisionomias florestais. Destas fitofisionomias florestais selecionadas são retiradas as áreas desmatadas. As bases de dados de desmatamento são temporalmente heterogêneas para cada bioma, sendo duas fontes principais: Projeto Prodes/INPE e Projeto de Monitoramento do Desmatamento dos Biomas Brasileiros por Satélite - PMDBBS/ Ibama-MMA (Amazônia e Cerrado até 2018; Caatinga até 2011; Mata Atlântica até 2009; Pampa e Pantanal até 2016). Além disso, para os biomas Amazônia e Cerrado, foi adicionada a Vegetação Secundária desenvolvida em regiões florestais previamente desmatadas, de acordo com o Projeto TerraClass/INPE-Embrapa. As estimativas de área para anos sem dados georreferenciados foram calculadas por meio de interpolações e projeções lineares para o bioma.

       As bases georreferenciadas do PMDBBS utilizadas estão em constante atualização pelas séries temporais do PRODES o que implica em alterações nas estimativas feitas pelo SFB. Espera-se que em 2020 as séries temporais para a Caatinga, Mata Atlântica, Pampa e Pantanal sejam revisadas.

       Para mais informações sobre a definição de floresta e a descrição das tipologias florestais acesse o endereço http://snif.florestal.gov.br/pt-br/florestas-e-recursos-florestais/168-tipologias-florestais.