SNIF - SNIF

Encontro de oportunidades de negócio do extrativismo reúne produtores e empresários em Belém

  • Última atualização em Sexta, 13 de Dezembro de 2019, 10h38

Por: Serviço Florestal Brasileiro

A pesquisadora Sandra Afonso, da Gerência Executiva de Informações Florestais, representou o Serviço Florestal Brasileiro no Encontro s de Oportunidades de Negócio, organizado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Belém (PA). O evento aconteceu nos dias 4 e 5 deste mês e foi uma oportunidade de diálogo entre extrativistas e empresas com potencial interesse na aquisição e comercialização dos produtos da sociobiodiversidade.

2019 12 06 encontro oportunidades1O encontro foi realizado com o apoio da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo (SAF) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), e visa apoiar pequenos agricultores que vivem da extração de frutos da floresta. Na ocasião, o diretor de Política Agrícola e Informações da CONAB, Guilherme Soria Bastos Filho, citou a importância de ter o SFB como parceiro na construção de um Portal de Informações sobre a Sociobiodiversidade.

Bioeconomia da Floresta

2019 12 06 encontro oportunidades2Sandra Afonso apresentou o Sistema Nacional de Informações Florestais (Snif) e os livros Bioeconomia da Floresta – A Conjuntura da Produção Florestal Não Madeireira no Brasil e Florestas do Brasil em Resumo 2019, ambos editados pela Diretoria de Pesquisa e Informações Florestais do Serviço Florestal Brasileiro.

“O Encontro de Oportunidades de Negócio foi um momento para divulgar o livro Bioeconomia Florestal, elaborado em parceria com a SAF e a Conab. Ressaltei também a importância das parcerias com diversas instituições, para termos dados e informações sobre os produtos florestais não madeireiros e, assim, subsidiar as políticas relacionadas à sociobiodiversidade brasileira”, destacou.

Durante o evento, foram ministradas diversas palestras sobre temas de interesse dos extrativistas, incluindo os programas de apoio como o Bioeconomia e Sociobiodiversidade, o Programa Brasil Mais Cooperativo, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa de Garantia de Preços Mínimos da Sociobiodiversidade (PGPM-Bio), com objetivo de ampliar o acesso do setor às políticas públicas.

Em Belém, o evento recebeu cerca de 70 participantes entre produtores extrativistas, técnicos do governo e representantes do setor empresarial.

Fonte: Serviço Florestal Brasileiro 

 

Categoria: