Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Governo Federal prevê arrecadar R$ 3,6 milhões por ano com cessão de floresta para madeireiras no AP

  • Publicado: Terça, 11 de Junho de 2019, 13h40
  • Última atualização em Terça, 11 de Junho de 2019, 13h42
  • Acessos: 31

Fonte: Por John Pacheco, G1 AP — Macapá

Serviço Florestal Brasileiro abriu edital de concorrência pública para licitar área de 267 mil campos de futebol para exploração de madeira.

Troncos de árvores caídas no interior da Floresta Nacional do Amapá (Flona) — Foto: Alex Silveira/O Globo

Uma área com 267 mil hectares – cerca de 267 mil campos de futebol – poderá ser cedida para a exploração madeireira em áreas dentro da Floresta Nacional do Amapá (Flona), uma grande área de preservação criada em 1989 e que abrange áreas de cinco municípios. A expectativa do Governo Federal é que a produção, aliada ao manejo sustentável, gere até R$ 3,6 milhões por ano.

• Brasil é o país que mais altera leis que deveriam proteger a Amazônia, indica estudo

• Áreas da Amazônia que deveriam ter 'desmatamento zero' perdem 6 cidades de SP em três décadas

•A área a ser licitada equivale a mais de 60% da área da Flona, que tem ao todo 412 mil hectares em territórios de Pracuúba, Amapá e Ferreira Gomes. O processo de seleção de empresas ou consórcios será na modalidade de menor preço para produção do metro cúbico.

• Brasil e EUA lideram retrocessos ambientais, aponta estudo que abrange mais de um século

O edital para os interessados está disponível no site do Serviço Florestal Brasileiro (SFB), responsável pela consulta pública para a concessão. A área a ser licitada foi dividida em três lotes: de 150,9 mil, 80,4 mil e 35,2 mil hectares.

As propostas e requisitos para cessão das áreas serão discutidos em audiências públicas a serem realizadas entre 17 e 21 de junho nos municípios que serão afetados pela exploração, que, segundo o SFB, deve gerar de 500 a 1 mil empregos diretos e indiretos.

Território na Flona e áreas destinadas para concessão — Foto: SFB/Reprodução

"As audiências têm por objetivo apresentar a proposta de edital de forma que a população local e demais atores interessados possam avaliar e contribuir na construção do documento", detalhou o órgão em comunicado.

Após essa etapa, a abertura de propostas para interessados na exploração será aberta. As três áreas a serem licitadas podem produzir até 132 mil metros cúbicos de madeira.

• Brasil liderou desmatamento de florestas em 2018, mostra relatório

• Amazônia perdeu 18% da área de floresta em três décadas, mostra análise de imagens de satélite

"Além das propostas de preço, a concorrência pública levará em consideração a proposta técnica, que inclui fatores como investimentos na proteção da floresta, investimento em infraestrutura, bens e serviços para as comunidades, inovações tecnológicas, processamento local do produto, dentre outros", reforçou a chamada pública do edital.

Audiências

• 17 de junho: Ferreira Gomes – quadra da escola Maria Iraci Tavares
• 18 de junho: Pracuúba – Telecentro
• 19 de junho: Amapá – Câmara de Vereadores
• 21 de junho: Serra do Navio – Câmara de Vereadores

Para ler mais notícias do estado, acesse o G1 Amapá.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página