SNIF - Dados complementares - Exportação - Produtos Florestais Madeireiros

Dados complementares - Exportação - Produtos Florestais Madeireiros

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2018 - Painel Interativo

  Fonte: Brasil/MDIC (2019) Data da atualização: 14/02/2020

Série histórica das exportações (PFM) - Metadados

Identificação da informação  Fonte da informação: Brasil/MDIC Título da publicação: Série histórica das exportações (PFM)Link: - Data de referência dos dados (ano base): 2008-2016Data de publicação dos dados pela fonte: - Data de coleta dos dados na fonte: 19/04/2017Observações:Fontes relacionadas: Brasil/MDIC (2017) Análise da informação                -

Série histórica das exportações (PFM) - Tabelas e Gráficos

  Ano Produto PFMUnidade de medida200820092010201120122013201420152016  Quantidade de exportação dos principais produtos florestais madeireiros Carvão vegetal Tonelada 4.874 6.488 2.806 927 882 1.211 1.287 4.151 5.411 Cavacos e partículas Metro cúbico 5.657.829 4.099.691 4.743.565 4.249.014 4.370.967 4.963.514 5.405.773 5.622.721 6.437.485 Madeira em tora Metro cúbico 22.473 5.610 23.709 74.979 66.050 139.057 279.974 225.399 332.944 Madeira serrada Metro cúbico 2.120.320 1.394.137 1.358.811 1.325.140 1.221.782 1.208.055 1.498.854 1.830.035 2.514.904 Outras polpas Tonelada 10.713 3.976 5.901 3.743 10 330 1.211 1.417 580 Outros aglomerados Tonelada 500 400 444 489 530 350 333 273 189 Painéis de madeira - Aglomerados: OSB Metro cúbico 26.072 30.048 51.561 55.488 63.244 47.190 69.266 85.762 120.355 Painéis de madeira - Aglomerados: partículas e Outros Metro cúbico 45.311 28.949 24.687 30.035 35.083 49.672 47.315 105.581 319.546 Painéis de madeira - Compensados Metro cúbico 2.135.944 1.492.608 1.443.764 1.216.032 1.345.440 1.457.302 1.582.181 1.867.812 2.267.512 Painéis de madeira - Laminados Metro cúbico 120.442 32.970 42.411 69.225 55.386 60.099 78.556 87.442 101.656 Painéis de madeira - Painéis de Fibra - Chapa de fibra Metro cúbico 181.118 131.079 96.092 101.957 118.349 136.378 155.067 187.601 183.800 Painéis de madeira - Painéis de Fibra - MDF Metro cúbico 37.000 54.144 40.210 64.651 121.413 193.735 255.267 402.588 626.636 Painéis de madeira - Painéis de Fibra - Outros Metro cúbico 41.249 23.905 17.122 583 404 60 84 3.899 849 Papel e papelão Tonelada 1.855.825 1.909.872 1.968.683 1.941.623 1.763.084 1.748.394 1.723.920 1.920.562 1.938.848 Papel reciclado Tonelada 3.461 1.756 4.524 26.930 28.634 31.254 27.448 78.159 30.253 Pellets de madeira Tonelada         6 194 6.660 24.368 35.768 Polpa de madeira (Celulose) Tonelada 7.202.369 8.585.845 8.792.623 8.879.772 8.911.538 9.848.334 11.028.410 11.963.376 13.519.536 Produtos Secundários da madeira Tonelada 1.200.377 872.483 891.791 829.141 805.411 888.020 935.865 850.264 874.150 Produtos Secundários de papel Tonelada 131.178 102.072 108.918 113.815 115.306 120.436 125.911 141.334 168.085 Resíduos de madeira Metro cúbico 3.571 3.720 1.462 855 1.794 6.409 654 2.581 3.889    Ano Produto PFM200820092010201120122013201420152016 Valor (US$) de exportação dos principais produtos florestais madeireiros Carvão vegetal 1.609.362 2.199.720 1.116.077 560.272 457.054 692.494 742.104 1.649.734 1.562.607 Cavacos e partículas 142.179.818 91.186.858 110.807.396 107.490.478 116.864.585 129.060.925 132.438.781 135.826.653 141.403.437 Madeira em tora 5.751.751 1.144.244 5.045.377 11.492.974 12.655.535 12.429.414 24.649.554 32.512.299 40.780.103 Madeira serrada 679.549.362 398.921.676 418.127.763 408.695.899 351.756.759 353.428.204 425.332.090 455.627.978 537.187.537 Outras polpas 15.224.793 5.978.050 9.687.774 10.156.030 61.050 533.475 1.631.817 1.838.566 815.451 Outros aglomerados 1.995.779 1.701.365 1.833.195 2.524.420 2.587.069 2.122.709 2.050.579 1.522.477 1.145.859 Painéis de madeira - Aglomerados: OSB 6.234.405 6.520.369 13.801.456 15.332.152 15.472.608 13.384.604 18.944.763 17.937.374 24.576.035 Painéis de madeira - Aglomerados: partículas e Outros 20.058.100 10.177.502 9.946.292 11.444.363 12.679.851 15.635.799 15.722.726 25.106.143 56.500.655 Painéis de madeira -...

Série histórica das exportações (PFM) - Painel Interativo

Aguardando novo Painel

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2015 - Análise

Relatório analítico das exportações PFM - 2015: O produto mais exportado no ano de 2015 foi a Celulose (tanto em quantidade quanto em valor). O mês de maior exportação desse produto (em quantidade) foi outubro. Os estados Bahia, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo são as principais origens desse produto, com os principais destinos sendo China, Países Baixos e Estados Unidos. O segundo produto mais exportado em quantidade são Cavacos e Partículas. Observa-se que apesar da grande quantidade (aproximadamente 5,6 milhões de toneladas), o valor correspondente é baixo. O principal importador é o Japão, sendo exportado dos estados Amapá e Rio Grande do Sul. Os 5 países que mais importam produtos madeireiros do Brasil, considerando o total em valor, são Estado Unidos (US$2.195.176.805), China (US$2.059.321.632), Países Baixos (US$949.211.608), Itália (US$793.114.643) e Argentina (US$494.274.710). Pode-se utilizar o filtro "Países de Destino" para obter a informação apenas sobre esses países. Os 5 estados brasileiros que mais exportam, em valor, são São Paulo (US$1.724.396.925), Paraná (US$1.555.419.547), Bahia (US$1.375.805.412), Espírito Santo (US$1.096.371.916) e Mato Grosso do Sul (US$1.076.857.423). É importante ressaltar que, de acordo com a metodologia do MDIC, o critério para as exportações apresentadas por UF considera o estado PRODUTOR da mercadoria, independente de onde esteja localizada a empresa exportadora. Pela série mensal, observa-se que os meses que possuem maior exportação em valor são outubro e julho.  

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2014 - Análise

Relatório analítico das exportações PFM - 2014: O produto mais exportado no ano de 2014 foi a Celulose (tanto em quantidade quanto em valor). O mês de maior exportação desse produto (em quantidade) foi outubro. Os estados Bahia, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo são as principais origens desse produto, com os principais destinos sendo China, Estados Unidos e Países Baixos. O segundo produto mais exportado em quantidade são Cavacos e Partículas. Observa-se que apesar da grande quantidade (aproximadamente 5,5 milhões de toneladas), o valor correspondente é baixo. O principal importador é o Japão, sendo exportado dos estados Amapá e Rio Grande do Sul. Os 10 países que mais importam produtos madeireiros do Brasil, considerando o total em valor, são Estado Unidos (US$2.159.723.947), China (US$1.887.166.614), Países Baixos (US$968.619.628), Itália (US$688.388.823), Argentina (US$447.936.783), Reino Unido (US$361.197.743), Bélgica (US$304.013.372), França (US$301.018.631), Venezuela (US$247.632.552) e Japão (US$222.814.500). Pode-se utilizar o filtro "Países de Destino" para obter a informação apenas sobre esses países. Os 5 estados brasileiros que mais exportam, em valor, são Bahia (US$1.598.032.964), São Paulo (US$1.716.260.954), Paraná (US$1.503.324.136), Mato Grosso do Sul (US$1.097.813.236) e Espírito Santo (US$1.059.482.079) . É importante ressaltar que, de acordo com a metodologia do MDIC, o critério para as exportações apresentadas por UF considera o estado PRODUTOR da mercadoria, independente de onde esteja localizada a empresa exportadora. Pela série mensal, observa-se que os meses que possuem maior exportação são janeiro, maio, julho, outubro e dezembro.  

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2016 - Análise

Relatório analítico das exportações PFM - 2016: O produto mais exportado no ano de 2016 foi a Celulose (tanto em quantidade quanto em valor). O mês de maior exportação desse produto (em quantidade) foi fevereiro. Os estados Bahia, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo são as principais origens desse produto, com os principais destinos sendo China, Países Baixos e Estados Unidos. O segundo produto mais exportado em quantidade é Cavacos e Partículas. O principal importador é o Japão, sendo exportado dos estados Amapá e Rio Grande do Sul. Os 5 países que mais importam produtos madeireiros do Brasil, considerando o total em valor, são Estados Unidos (US$ 2.116.720.766), China (US$ 2.412.879.200), Países Baixos (US$ 798.674.299), Itália (US$ 638.785.831) e Argentina (US$ 457.870.715). Pode-se utilizar o filtro “Países de Destino” para obter a informação apenas sobre esses países. Os 5 estados brasileiros que mais exportam, em valor, são Paraná (US$ 1.839.446.548), São Paulo (US$ 1.573.206.359), Bahia (US$ 1.151.818.128), Santa Catarina (US$ 1.090.629.312) e Mato Grosso do Sul (US$ 993.712.956). É importante ressaltar que, de acordo com a metodologia do MDIC, o critério para as exportações apresentadas por UF considera o estado PRODUTOR da mercadoria, independente de onde esteja localizada a empresa exportadora. Pela série mensal, observa-se que os meses que possuem maior exportação em valor são janeiro e novembro.

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2016 - Mapas

Principais destinos das exportações brasileiras de produtos florestais madeireiros, em 2016 (mil dólares)   Fonte: Brasil/MDIC (2017)

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2012 - Painel Interativo

  Fonte: Brasil/MDIC (2015) Baixe aqui a tabela referente aos dados do painel acima. Data da atualização: 20/01/2016

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2012 - Metadados

Identificação da informação Fonte da informação: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços - MDICTítulo da publicação: Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2012Link: http://www.mdic.gov.br/comercio-exterior/estatisticas-de-comercio-exterior/Data de referência dos dados (ano base): 2012Data de publicação dos dados pela fonte: 2015Data de coleta dos dados na fonte: 20/01/2016Observações: -Fontes relacionadas: Brasil/MDIC (2015) Análise da informação - Os filtros na lateral direita atuam nos seis campos do painel, ao mesmo tempo. Utilize-os para obter a informação específica desejada;- Nos mapas, utilize as opções de zoom para se aproximar ou se afastar dos mesmos;- Para melhor visualização dos gráficos de pizza dos mapas, é necessário fazer filtros por estado de origem ou país de destino;- Para movimentar os mapas de um lado para o outro, basta clicar na tela e segurar para arrastar a imagem;- Para "Estado de origem", estão disponíveis as seguintes opções: Mercadoria nacionalizada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF (Unidade da Federação) específica, pois trata-se de mercadoria nacionalizada, ou seja: mercadoria de origem estrangeira que foi importada a título definitivo (internalizada no país) e, por alguma razão, está sendo reexportada; Reexportação: Ato ou efeito de reexportar uma mercadoria para o país de origem, com processo regular e autorização da autoridade aduaneira. O termo reexportação refere-se ao fato do país importar produtos e exportá-los em seguida. Geralmente os produtos reexportados não sofrem qualquer tipo de processo para agregar valor (industrialização), ou seja, são vendidos como foram comprados. A finalidade da reexportação é exportar produtos a um valor superior ao custo de importação e assim acumular capitais para seu território; Não Declarada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF específica pois, por alguma razão, o exportador não identificou o Estado produtor da mercadoria; Consumo de bordo: As exportações referentes a mercadorias destinadas a consumo de bordo de aeronaves, navios e outros tipos de transporte não são creditadas a nenhuma UF específica. - Os dados de exportação são obtidos do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior, denominado AliceWeb (http://aliceweb.mdic.gov.br/), da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC. Tem como base de dados o Sistema Integrado de Comércio Exterior (SISCOMEX), que administra o comércio exterior brasileiro.- Para classificação das mercadorias, o Brasil utiliza a Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), composto de oito dígitos. Para saber mais sobre os produtos analisados pelo Serviço Florestal Brasileiro e os códigos NCM relacionados, clique aqui.- Os dados obtidos no Aliceweb apresentam o peso líquido (kg) do produto exportado e o valor correspondente. A fim de informar a quantidade dos produtos na unidade de medida oficial de cada NCM, o Serviço Florestal Brasileiro utiliza fatores de conversão para transformar o peso líquido em tonelada ou metro cúbico, quando necessário. A tabela contendo a densidade utilizada pode ser encontrada aqui. O painel de exportação apresenta as duas medidas: Quantidade (em tonelada ou metro cúbico) e kg líquido (kg).  Quantidade (em tonelada ou metro cúbico) e kg líquido (kg). 

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2013 - Painel Interativo

Fonte: Brasil/MDIC (2015) Baixe aqui a tabela referente aos dados do painel acima. Data da atualização: 20/01/2016

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2013 - Metadados

Identificação da informação Fonte da informação: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços - MDICTítulo da publicação: Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2013Link: http://www.mdic.gov.br/comercio-exterior/estatisticas-de-comercio-exterior/Data de referência dos dados (ano base): 2013Data de publicação dos dados pela fonte: 2015Data de coleta dos dados na fonte: 20/01/2016Observações: -Fontes relacionadas: Brasil/MDIC (2015) Análise da informação - Os filtros na lateral direita atuam nos seis campos do painel, ao mesmo tempo. Utilize-os para obter a informação específica desejada;- Nos mapas, utilize as opções de zoom para se aproximar ou se afastar dos mesmos;- Para melhor visualização dos gráficos de pizza dos mapas, é necessário fazer filtros por estado de origem ou país de destino;- Para movimentar os mapas de um lado para o outro, basta clicar na tela e segurar para arrastar a imagem;- Para "Estado de origem", estão disponíveis as seguintes opções: Mercadoria nacionalizada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF (Unidade da Federação) específica, pois trata-se de mercadoria nacionalizada, ou seja: mercadoria de origem estrangeira que foi importada a título definitivo (internalizada no país) e, por alguma razão, está sendo reexportada; Reexportação: Ato ou efeito de reexportar uma mercadoria para o país de origem, com processo regular e autorização da autoridade aduaneira. O termo reexportação refere-se ao fato do país importar produtos e exportá-los em seguida. Geralmente os produtos reexportados não sofrem qualquer tipo de processo para agregar valor (industrialização), ou seja, são vendidos como foram comprados. A finalidade da reexportação é exportar produtos a um valor superior ao custo de importação e assim acumular capitais para seu território; Não Declarada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF específica pois, por alguma razão, o exportador não identificou o Estado produtor da mercadoria; Consumo de bordo: As exportações referentes a mercadorias destinadas a consumo de bordo de aeronaves, navios e outros tipos de transporte não são creditadas a nenhuma UF específica. - Os dados de exportação são obtidos do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior, denominado AliceWeb (http://aliceweb.mdic.gov.br/), da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC. Tem como base de dados o Sistema Integrado de Comércio Exterior (SISCOMEX), que administra o comércio exterior brasileiro.- Para classificação das mercadorias, o Brasil utiliza a Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), composto de oito dígitos. Para saber mais sobre os produtos analisados pelo Serviço Florestal Brasileiro e os códigos NCM relacionados, clique aqui.- Os dados obtidos no Aliceweb apresentam o peso líquido (kg) do produto exportado e o valor correspondente. A fim de informar a quantidade dos produtos na unidade de medida oficial de cada NCM, o Serviço Florestal Brasileiro utiliza fatores de conversão para transformar o peso líquido em tonelada ou metro cúbico, quando necessário. A tabela contendo a densidade utilizada pode ser encontrada aqui. O painel de exportação apresenta as duas medidas: Quantidade (em tonelada ou metro cúbico) e kg líquido (kg). 

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2014 - Painel Interativo

  Fonte: Brasil/MDIC (2015) Baixe aqui a tabela referente aos dados do painel acima. Data da atualização: 20/01/2016

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2014 - Metadados

Identificação da informação Fonte da informação: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços - MDICTítulo da publicação: Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2014Link:  http://www.mdic.gov.br/comercio-exterior/estatisticas-de-comercio-exterior/Data de referência dos dados (ano base): 2014Data de publicação dos dados pela fonte: 2015Data de coleta dos dados na fonte: 20/01/2016Observações: -Fontes relacionadas: Brasil/MDIC (2015) Análise da informação - Os filtros na lateral direita atuam nos seis campos do painel, ao mesmo tempo. Utilize-os para obter a informação específica desejada;- Nos mapas, utilize as opções de zoom para se aproximar ou se afastar dos mesmos;- Para melhor visualização dos gráficos de pizza dos mapas, é necessário fazer filtros por estado de origem ou país de destino;- Para movimentar os mapas de um lado para o outro, basta clicar na tela e segurar para arrastar a imagem;- Para "Estado de origem", estão disponíveis as seguintes opções: Mercadoria nacionalizada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF (Unidade da Federação) específica, pois trata-se de mercadoria nacionalizada, ou seja: mercadoria de origem estrangeira que foi importada a título definitivo (internalizada no país) e, por alguma razão, está sendo reexportada; Reexportação: Ato ou efeito de reexportar uma mercadoria para o país de origem, com processo regular e autorização da autoridade aduaneira. O termo reexportação refere-se ao fato do país importar produtos e exportá-los em seguida. Geralmente os produtos reexportados não sofrem qualquer tipo de processo para agregar valor (industrialização), ou seja, são vendidos como foram comprados. A finalidade da reexportação é exportar produtos a um valor superior ao custo de importação e assim acumular capitais para seu território; Não Declarada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF específica pois, por alguma razão, o exportador não identificou o Estado produtor da mercadoria; Consumo de bordo: As exportações referentes a mercadorias destinadas a consumo de bordo de aeronaves, navios e outros tipos de transporte não são creditadas a nenhuma UF específica. - Os dados de exportação são obtidos do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior, denominado AliceWeb (http://aliceweb.mdic.gov.br/), da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC. Tem como base de dados o Sistema Integrado de Comércio Exterior (SISCOMEX), que administra o comércio exterior brasileiro.- Para classificação das mercadorias, o Brasil utiliza a Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), composto de oito dígitos. Para saber mais sobre os produtos analisados pelo Serviço Florestal Brasileiro os códigos NCM relacionados, clique aqui.- Os dados obtidos no Aliceweb apresentam o peso líquido (kg) do produto exportado e o valor correspondente. A fim de informar a quantidade dos produtos na unidade de medida oficial de cada NCM, o Serviço Florestal Brasileiro utiliza fatores de conversão para transformar o peso líquido em tonelada ou metro cúbico, quando necessário. A tabela contendo a densidade utilizada pode ser encontrada aqui. O painel de exportação apresenta as duas medidas: Quantidade (em tonelada ou metro cúbico) e kg líquido (kg). 

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2015 - Painel Interativo

  Fonte: Brasil/MDIC (2016) Baixe aqui a tabela referente aos dados do painel acima. Data de atualização: 20/01/2016

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2015 - Metadados

Identificação da informação Fonte da informação: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços - MDICTítulo da publicação: Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2015Link: http://www.mdic.gov.br/comercio-exterior/estatisticas-de-comercio-exterior/Data de referência dos dados (ano base): 2015Data de publicação dos dados pela fonte: 2016Data de coleta dos dados na fonte: 20/01/2016Observações: -Fontes relacionadas: Brasil/MDIC (2016) Análise da informação - Os filtros na lateral direita atuam nos seis campos do painel, ao mesmo tempo. Utilize-os para obter a informação específica desejada; - Nos mapas, utilize as opções de zoom para se aproximar ou se afastar dos mesmos; - Para melhor visualização dos gráficos de pizza dos mapas, é necessário fazer filtros por estado de origem ou país de destino; - Para movimentar os mapas de um lado para o outro, basta clicar na tela e segurar para arrastar a imagem; - Para "Estado de origem", estão disponíveis as seguintes opções: a) Mercadoria nacionalizada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF (Unidade da Federação) específica, pois trata-se de mercadoria nacionalizada, ou seja: mercadoria de origem estrangeira que foi importada a título definitivo (internalizada no país) e, por alguma razão, está sendo reexportada;b) Reexportação: Ato ou efeito de reexportar uma mercadoria para o país de origem, com processo regular e autorização da autoridade aduaneira. O termo reexportação refere-se ao fato do país importar produtos e exportá-los em seguida. Geralmente os produtos reexportados não sofrem qualquer tipo de processo para agregar valor (industrialização), ou seja, são vendidos como foram comprados. A finalidade da reexportação é exportar produtos a um valor superior ao custo de importação e assim acumular capitais para seu território;c) Não Declarada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF específica pois, por alguma razão, o exportador não identificou o Estado produtor da mercadoria;d) Consumo de bordo: As exportações referentes a mercadorias destinadas a consumo de bordo de aeronaves, navios e outros tipos de transporte não são creditadas a nenhuma UF específica. - Os dados de exportação são obtidos do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior, denominado AliceWeb (http://aliceweb.mdic.gov.br/), da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC. Tem como base de dados o Sistema Integrado de Comércio Exterior (SISCOMEX), que administra o comércio exterior brasileiro. - Para classificação das mercadorias, o Brasil utiliza a Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), composto de oito dígitos. Para saber mais sobre os produtos analisados pelo Serviço Florestal Brasileiro e os códigos NCM relacionados, clique aqui. - Os dados obtidos no Aliceweb apresentam o peso líquido (kg) do produto exportado e o valor correspondente. A fim de informar a quantidade dos produtos na unidade de medida oficial de cada NCM, o Serviço Florestal Brasileiro utiliza fatores de conversão para transformar o peso líquido em tonelada ou metro cúbico, quando necessário. A tabela contendo a densidade utilizada pode ser encontrada aqui. O painel de exportação apresenta as duas medidas: Quantidade (em tonelada ou metro cúbico) e kg líquido (kg).

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2017 (Parcial) - Painel Interativo

  Fonte: Brasil/MDIC (2017) Baixe aqui a tabela com os dados apresentados no painel acima. Data de atualização: 25/10/2017

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2017 (Parcial) - Metadados

Identificação da informação Fonte da informação: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços - MDICTítulo da publicação: Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2017 (Parcial)Link:  http://comexstat.mdic.gov.br/pt/homeData de referência dos dados (ano base): 2017Data de publicação dos dados pela fonte: -Data de coleta dos dados na fonte: 25/10/2017Observações: -Fontes relacionadas: Brasil/MDIC (2017) Análise da informação - Os filtros na lateral direita atuam nos seis campos do painel, ao mesmo tempo. Utilize-os para obter a informação específica desejada;- Nos mapas, utilize as opções de zoom para se aproximar ou se afastar dos mesmos;- Para melhor visualização dos gráficos de pizza dos mapas, é necessário fazer filtros por estado de origem ou país de destino;- Para movimentar os mapas de um lado para o outro, basta clicar na tela e segurar para arrastar a imagem;- Para "Estado de destino", podem estar disponíveis as seguintes opções:a) Não Declarada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF específica pois, por alguma razão, o exportador não identificou o Estado importador da mercadoria;b) Consumo de bordo: As importações referentes a mercadorias destinadas a consumo de bordo de aeronaves, navios e outros tipos de transporte não são creditadas a nenhuma UF específica.- A consulta por países, na importação, leva em conta a ORIGEM da mercadoria, e não o país da empresa estrangeira que efetivamente fez a venda para o Brasil. Na maioria dos casos, a sede da empresa que vende é a mesma da fabricação da mercadoria. Contudo, há casos que isto não acontece. Dessa forma, o Brasil pode surgir dentre os países de origem.- Os dados de importação são obtidos do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior, denominado AliceWeb (http://aliceweb.mdic.gov.br/), da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC. Tem como base de dados o Sistema Integrado de Comércio Exterior (SISCOMEX), que administra o comércio exterior brasileiro.- Para classificação das mercadorias, o Brasil utiliza a Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), composto de oito dígitos. Para saber mais sobre os produtos analisados pelo Serviço Florestal Brasileiro e os códigos NCM relacionados, clique aqui.- Os dados obtidos no Aliceweb apresentam o peso líquido (kg) do produto importado e o valor correspondente. A fim de informar a quantidade dos produtos na unidade de medida oficial de cada NCM, o Serviço Florestal Brasileiro utiliza fatores de conversão para transformar o peso líquido em tonelada ou metro cúbico, quando necessário. A tabela contendo a densidade utilizada pode ser encontrada aqui. O painel de importação apresenta as duas medidas: Quantidade (em tonelada ou metro cúbico) e kg líquido (kg).

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2016 - Metadados

  Identificação da informação Fonte da informação: Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços - MDICTítulo da publicação: Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2016 Link: http://www.mdic.gov.br/comercio-exterior/estatisticas-de-comercio-exterior/Data de referência dos dados (ano base): 2016Data de publicação dos dados pela fonte: jan/2017Data de coleta dos dados na fonte: 19/04/2017Observações: -Fontes relacionadas: Brasil/MDIC (2017 Análise de Informação Em relação aos dados apresentados nos painéis, seguem algumas observações:  - Os filtros na lateral direita atuam nos seis campos do painel, ao mesmo tempo. Utilize-os para obter a informação específica desejada;- Nos mapas, utilize as opções de zoom para se aproximar ou se afastar dos mesmos;- Para melhor visualização dos gráficos de pizza dos mapas, é necessário fazer filtros por estado de origem ou país de destino;- Para movimentar os mapas de um lado para o outro, basta clicar na tela e segurar para arrastar a imagem;- Para "Estado de origem", estão disponíveis as seguintes opções:  Mercadoria nacionalizada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF (Unidade da Federação) específica, pois trata-se de mercadoria nacionalizada, ou seja: mercadoria de origem estrangeira que foi importada a título definitivo (internalizada no país) e, por alguma razão, está sendo reexportada; Reexportação: Ato ou efeito de reexportar uma mercadoria para o país de origem, com processo regular e autorização da autoridade aduaneira. O termo reexportação refere-se ao fato do país importar produtos e exportá-los em seguida. Geralmente os produtos reexportados não sofrem qualquer tipo de processo para agregar valor (industrialização), ou seja, são vendidos como foram comprados. A finalidade da reexportação é exportar produtos a um valor superior ao custo de importação e assim acumular capitais para seu território; Não Declarada: O valor da operação não é creditado para nenhuma UF específica pois, por alguma razão, o exportador não identificou o Estado produtor da mercadoria; Consumo de bordo: As exportações referentes a mercadorias destinadas a consumo de bordo de aeronaves, navios e outros tipos de transporte não são creditadas a nenhuma UF específica. - Os dados de exportação são obtidos do Sistema de Análise das Informações de Comércio Exterior, denominado AliceWeb (http://aliceweb.mdic.gov.br/), da Secretaria de Comércio Exterior, do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC. Tem como base de dados o Sistema Integrado de Comércio Exterior (SISCOMEX), que administra o comércio exterior brasileiro.- Para classificação das mercadorias, o Brasil utiliza a Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM), composto de oito dígitos. Para saber mais sobre os produtos analisados pelo Serviço Florestal Brasileiro e os códigos NCM relacionados, clique aqui.- Os dados obtidos no Aliceweb apresentam o peso líquido (kg) do produto exportado e o valor correspondente. A fim de informar a quantidade dos produtos na unidade de medida oficial de cada NCM, o Serviço Florestal Brasileiro utiliza fatores de conversão para transformar o peso líquido em tonelada ou metro cúbico, quando necessário. A tabela contendo a densidade utilizada pode ser encontrada aqui. O painel de exportação apresenta as duas medidas: Quantidade (em tonelada ou metro cúbico) e kg líquido (kg).

Exportação - Produtos Florestais Madeireiros 2016 - Painel Interativo